Saiba se tem direito a receber as parcelas Retroativas Auxílio Emergencial 2022!

Está sabendo sobre o pagamento das parcelas retroativas Auxílio Emergencial?

Confira o nosso texto para se informar mais a respeito sobre o pagamento desse benefício aos pais de família solteiros.

Publicidade

Recentemente, a Caixa Econômica Federal depositou uma parcela do pagamento retroativo auxílio emergencial para um grupo específico.

Vale lembrar que não se trata de uma extensão do programa, mas, sim de repasses para solucionar um problema que ocorreu no começo da distribuição do benefício, lá em 2020.

Em 2020, mães solteiras chefes de família receberam cotas duplas de R$ 1.200 por mês, porém, pais solteiros nas mesmas condições não puderam receber o benefício.

Publicidade

Diante disso, a forma encontrada para solucionar essa injustiça foi depositar os pagamentos retroativos do auxílio emergencial para esses homens que estão sozinhos cuidando dos filhos.

De acordo com o que foi divulgado pelo Ministério da Cidadania, as remessas abrangeram 823 mil homens e chegaram a R$ 2,4 bilhões.

O primeiro lote foi distribuído em 13 de janeiro pela Caixa Econômica.

Publicidade

Saiba abaixo quem tem direito as parcelas retroativas Auxílio Emergencial 2022.

Parcelas Retroativas Auxílio Emergencial 2022: Quem tem direito?

De acordo com o Ministério da Cidadania, para receber as parcelas retroativas Auxílio Emergencial é necessário:

  • Estar desempregado
  • Ser parte de uma família acolhida no Bolsa Família em abril de 2020
  • Ter o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado
  • Possuir renda bruta mensal de até três salários mínimos (R$ 3.636) ou ter renda per capita mensal inferior a meio salário mínimo (R$ 606)
  • Ser solteiro e provar que não tem cônjuge ou companheiro
  • Ter recebido auxílio emergencial pago entre abril e agosto de 2020
  • Ter pelo menos uma pessoa na família com menos de 18 anos.

Para verificar se tem direito ao benefício, o interessado pode acessar o site oficial da Dataprev e informar o número do CPF, data de nascimento, nome completo e nome completo da mãe.

A consulta para saber se você tem direito ao pagamento retroativo do auxílio emergencial 2022 deve ser feita no portal Dataprev, veja os seguintes passos:

  1. Acesse o Portal de Consulta do Auxílio Emergencial..
  2. Preencha o campo com o seu CPF.
  3. Forneça o seu nome completo e o nome completo da sua mãe (ou selecione a opção “mãe desconhecida”)
  4. Digite sua data de nascimento no campo solicitado
  5. Marque a caixa de confirmação
  6. Clique em enviar e aguarde o resultado.

parcelas retroativas auxílio emergencial

Confira quais são os valores previstos

O valor do benefício retroativo varia entre abril e agosto de 2020 dependendo do mês de aprovação do benefício do programa, confira os valores:

  • Recebeu as 5 primeiras parcelas: R$ 3.000
  • Começou a receber em maio: R$ 2.400
  • Começou a receber em junho: R$ 1.800
  • Começou a receber em julho: R$ 1.200
  • Começou a receber em agosto: R$ 600.

Segundo o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, o pagamento retroativo do auxílio emergencial tem um valor médio que varia entre R$ 600 e R$ 3.000 dependendo do número de parcelas recebidas pelo cidadão entre abril e agosto de 2020.

Confira a relação de valores a serem pagos aos pais nessa nova rodada de pagamentos retroativos do benefício:

  • Pais aprovados em abril (receberam 5 parcelas): direito a R$ 3.000 retroativos
  • Pais aprovados em maio (receberam 4 parcelas): retrospectivamente com direito a R$ 2.400
  • Pais aprovados em junho (receberam 3 parcelas): direito a R$ 1.800 retroativos
  • Pais aprovados em julho (receberam 2 parcelas): direito a R$ 1.200 retrospectivamente
  • Pais aprovados em agosto (receberam 1 parcela): direito a R$ 600 retroativos.

O governo federal começou a desembolsar seu auxílio emergencial no início de 2020, o texto foi aprovado pelo Congresso Nacional.

Naquele ano, o benefício atingiu quase 70 milhões de pessoas e foi pago até dezembro.

Nos primeiros meses de 2021, entre janeiro e março, o governo decidiu não efetuar nenhum pagamento, mas isso essa posição não tardou a mudar.

Na nova fase de repasses, o auxílio emergencial voltou em uma versão menor do projeto.

De acordo com o Ministério da Cidadania, desta vez as remessas atingiram mais de 39 milhões de pessoas com pagamentos de até R$ 378,00.

Para mais informações sobre as parcelas retroativas Auxílio Emergencial basta acessar o site do Ministério da Cidadania, Dataprev ou o aplicativo do Caixa Tem.

Para mais artigos como esse e outros assuntos relacionados é só continuar nos acompanhando no blog.

Publicidade